domingo, 24 de setembro de 2017

Riacho das Almas fica em terceiro lugar no IDEPE


Postado por Magno Martins


Riacho das Almas fica em terceiro lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco. Números do IDEPE divulgados na última semana colocam município em terceiro na Gerência Regional de Educação que corresponde a 16 municípios do Agreste

A educação de Riacho das Almas está comemorando a divulgação dos números do IDEPE – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco, divulgados na última semana pela Gerência Regional de Educação (GRE Agreste Centro Norte). Os números colocaram o município em terceiro lugar na região, levando em conta os resultados obtidos após avaliação dos anos iniciais do Ensino Fundamental na prova do SAEPE de 2016.

A prova do SAEPE é realizada sempre no segundo semestre, e avalia o rendimento dos estudantes nas disciplinas de português e matemática. A nota máxima do exame é 5,0 e o município de Riacho das Almas ficou com média 4,8.

“Nós devemos este resultado aos investimentos feitos na educação, formação de professores, valorização dos profissionais através do pagamento de salários rigorosamente em dia e a participação da comunidade. É uma série de fatores que colaboram para este resultado. Agora, nossa meta é avançar cada vez mais e ir em busca dos dois décimos que faltam para chegarmos ao primeiro lugar”, pontuou a diretora de avaliação e monitoramento da Secretaria de Educação Fátima Cardoso.

O próximo exame do SAEPE será realizado no mês de novembro, e avaliará o desempenho dos estudantes no ano de 2017. O resultado deve ser divulgado no ano que vem.

Funeral do prefeito Geomarco Coelho


Funeral do prefeito Geomarco Coelho

Fernando Bezerra Coelho esteve em Dormentes para despedida do prefeito Geomarco Coelho

O senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), o ministro de Minas e Energia Fernando Coelho Filho e o prefeito de Petrolina Miguel Coelho estiveram sábado pela manhã na cidade de Dormentes, para acompanhar o funeral do prefeito Geomarco Coelho. Ele faleceu na última quinta-feira, no Recife, após complicações durante uma cirurgia cardíaca, aos 51 anos.

“Hoje o nosso sertão está de luto. Dormentes terá que se reinventar nesse momento de dor e sofrimento. Mas acho que devemos celebrar a vida de conquistas e trabalho que ele teve em favor do povo de Dormentes”, afirmou Miguel Coelho. Bastante emocionado, o senador Fernando Bezerra lembrou os mais de 30 anos de vida pública ao lado de Geomarco. Ele lembrou que em 1986, ao ser candidato a deputado federal pelo PMDB, contou com o apoio de Geomarco. “Foi assim que construímos nossa caminhada, sempre lado a lado, com muita luta, trabalho e dedicação. Geomarco foi um grande e querido amigo, um verdadeiro irmão para mim. Um excelente pai de família e um prefeito exemplar”, afirmou.

Taquaritinga terá fórum inaugurado até início do próximo ano


TJPE instala e inaugura novas unidades no Sertão


As cidades de Araripina, Salgueiro e Cabrobó contarão com novas unidades do Poder Judiciário estadual. Até fevereiro do próximo ano, estão previstas mais 11 inaugurações para melhor atendimento à sociedade.

Moradores de três comarcas do Sertão pernambucano passarão a contar com novas unidades do Poder Judiciário estadual. Nesta segunda-feira (25/9), às 10h, ocorre a instalação da Vara Criminal de Araripina. No mesmo dia, às 16h, também acontece a instalação da Vara Criminal de Salgueiro. Já na terça (26/9), às 10h, são realizadas a inauguração da nova estrutura do fórum de Cabrobó e a instalação da 2ª Vara Única da localidade. O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Leopoldo Raposo, acompanhando do desembargador Antônio Carlos Alves da Silva e de magistrados e servidores da região, estará presente.

A Vara Criminal de Araripina, primeira unidade a ser instalada durante a ação no Interior de Pernambuco, fica sob a responsabilidade da juíza Angélica Chamon. A magistrada acumula a 1ª Vara Cível, auxiliada pelo juiz Fernando Rapette. Já o diretor do Foro, o juiz Clécio Camêlo, fica responsável pela 2ª Cível. Cerca de 10,8 mil processos tramitam no Fórum Doutor Francisco Muniz Arraes, localizado na rua Ana Ramos Lacerda, s/n, no Centro da cidade.

No Fórum Cornélio de Barros Muniz e Sá, que fica na rua Joaquim Sampaio, 321, bairro de Nossa Senhora das Graças, em Salgueiro, o juiz José Gonçalves passa a responder pela nova Vara Criminal. O magistrado acumula a função de diretor do foro e é responsável pela 1ª Vara Cível. Já a 2ª Cível é de responsabilidade do juiz Jander Pinheiro. Nas unidades, tramitam cerca de 10,8 mil processos.

Em Cabrobó, ocorre a inauguração das novas instalações do Fórum Doutor Antônio de Novaes Mello e Avelino e a instalação da 2ª Vara Única da Comarca, demandada ao juiz Patrick Gariolli. A 1ª fica sob a responsabilidade do juiz Neider Moreira. O prédio, onde tramitam cerca de 8,3 mil processos, está localizado na rua Vereador João Gonçalves dos Santos, s/n, no Centro. A doação do terreno para ampliação da unidade foi feita pela Prefeitura da cidade.

Desde o início da gestão do desembargador-presidente Leopoldo Raposo, em fevereiro de 2016, 23 unidades do TJPE foram inauguradas, restauradas ou reformadas. Até fevereiro de 2018, a previsão é de entrega de mais 11 obras, incluindo os fóruns de Goiana, Tracunhaém, Taquaritinga do Norte, Agrestina, Custódia, Tabira, Santa Maria da Boa Vista e Canhotinho, com alcance nas zonas da Mata, Agreste e Sertão de Pernambuco. Também nesse período, está previsto o início das construções dos fóruns de Pombos, Itamaracá, Toritama, Bonito, Bezerros e Limoeiro. Essas ações integram as políticas de priorização do primeiro grau e de humanização e melhoria das unidades.
 do Blog de Magno Martins.

Edson Vieira inaugura Praça Jornalista Emanoel Glicério




Em um momento de muita emoção e homenagem à imprensa do município, o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira (PSDB), inaugurou na noite desta sexta-feira (22), a Praça Jornalista Emanoel Glicério. O evento contou a presença de autoridades, familiares e amigos do homenageado, população e jornalistas da cidade e região.

O novo espaço de lazer e convivência fica localizado na Rua José Pacas, Bairro Malaquias Cardoso, possui 100 metros quadrados em área de construção, construída com recursos do poder executivo municipal.

No ato de inauguração, o prefeito Edson Vieira, falou da postura ética e do carisma de Emanoel Glicério. “Emanoel Glicério, ou Mané do Blog, foi um dos primeiros jornalistas a escrever e comentar sobre política aqui em Santa Cruz do Capibaribe, era um pessoa simples, muito correto, admirado por muitos, gozava de boas amizades, por isso achamos justa essa homenagem. Que as famílias possam cuidar desse local que certamente será de boa convivência”, frisou o prefeito.

“É com muita alegria que estamos entregando a vigésima terceira praça à população. Uma justa homenagem que fazemos ao jornalista Emanoel Glicério que honra todos comunicadores do município. Entregamos a população uma praça que certamente vai simbolizar a amizade”, destacou Gilson Julião, secretário de desenvolvimento urbano.

Laércio Glicério, irmão do homenageado, contou a alegria de sua família com homenagem. “Ao chegarmos nesta praça percebemos que ela tem a cara de Emanoel, um lugar simples, aconchegante que vai agradar muito aos amigos da imprensa, como também será um local de boas conversas. A nossa família não tem palavras para agradecer, está muito alegre, orgulhosa e agradecida com homenagem”, pontuou Glicério.
A praça foi uma realização da prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe com a Avant Comunicação, que colocou uma escultura de uma câmera fotográfica, uma das grandes paixões do homenageado, além da implantação da internet sem fio no espaço público.

Após as falas das autoridades, inauguração, leitura da biografia do homenageado e descerramento da placa, houve apresentação da cantora Alexiana Muniz e foi servido coquetel aos presentes.

Biografia do homenageado:

Emanoel Glicério da Silva, Filho do comerciante Laércio Glicério e da dona de casa Maria de Lourdes Monteiro, nasceu em 27 de maio de 1979, faleceu aos 34 anos em 27 de fevereiro de 2014, foi vítima de falências múltiplas de órgãos. Estudou em algumas escolas da cidade, dentre elas, Padre Zuzinha e José Francelino. Cursou comunicação social na Universidade Estadual da Paraíba, foi referência em jornalismo on-line na região, desenvolveu a página digital, blog Diário da Sulanca. Trabalhou nas emissoras Rádio Vale AM, Santa Cruz FM, São Domingos FM, Comunidade FM, IGM FM e Polo FM. Também passou pelo jornalismo impresso, participou dos Jornais Página Livre e Correio Universitário, foi fundador da revista A Capital.

AMIGOS LEMBRAM “MANÉ DO BROG”

Do Blog SULANCA NEWS

Ontem por ocasião da inauguração da Praça Emanoel Glicério, seus amigos relembraram vários momentos vividos ao lado jornalista, que gostava muito de um bom papo e de uma bela Mala.



O secretário de Desenvolvimento urbano, Gilson Julião, que era um desses amigos especiais de Mané do Brog, como era carinhosamente chamado, falou em seu discurso: “É com muita alegria que estamos entregando a vigésima terceira praça à população. Uma justa homenagem que fazemos ao jornalista Emanoel Glicério que honra todos comunicadores do município. Entregamos a população uma praça que certamente vai simbolizar a amizade”.

Nesta foto, membras da chamada “Gangue do Bem”, um grupo do qual o jornalista fazia parte. Gilvan Camaleão, Jornalista Claudio Higino, Rodrigo,Gilson Julião, primeira dama Alessandra Vieira e a amiga jornalista Magali Oliveira.


O ex-vereador Véi de Mãozinha relembrou ao lado de Marcondes Moreno, várias façanhas de Emanoel Glicério, destacando os momentos engraçados e as características profissionais do jornalista.
Familiares de Mané do Brog sentaram na praça e passaram vários momentos de emoção durante o evento. A presença marcante do pai do jornalista emocionou os presentes.

Reunião do Exército tratou de intervenção militar, diz revista





Mourão avisou que as Forças Armadas podem agir ante o caos político (Foto: Divulgação)

A revista Istoé, desta semana, publica uma reportagem, intitulada “O risco da radicalização”, sobre uma reunião realizada na surdina com a presença do Alto Comando do Exército, em que se discutiu a possibilidade de uma intervenção militar no País. Segundo a publicação, a declaração do general Antonio Hamilton Martins Mourão, na última semana, com notas extremistas, teria sido o eco deste encontro. O colegiado é o responsável pelas principais decisões do Exército.

Aniversário de temer





(Foto: Divulgação)

O presidente Michel Temer (PMDB) completa 77 anos, neste sábado (23), com recorde mundial de popularidade negativa (94%, segundo Ipsos Public Affairs) e denúncia por organização criminosa e obstrução de Justiça, mas ainda no poder, após articular o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), ex-aliada. Poucos conseguiriam tal façanha.

Uma bela candidata a presidente do Brasil



Posted By João Alberto



A corrida eleitoral de 2018 ganhou um novo participante. Em vídeo divulgado nas redes sociais, a jornalista e ex-apresentadora da TV Globo Valeria Monteiro lançou sua pré-candidatura ao Planalto nas eleições do ano que vem.

Primeira mulher a assumir a bancada do Jornal Nacional, em 1992, Valeria, que também apresentou o Fantástico nos anos 1990, esclarece logo no início do vídeo de 1 minuto e 37 segundos que sua empreitada não é uma brincadeira.

“Sou pré-candidata à Presidência da República. É sério”, garante ela. “Vou emprestar minha cara a tapa para juntos sermos capazes de levarmos à campanha temas verdadeiramente importantes.”

A jornalista não cita no vídeo nenhuma proposta de governo, mas promete uma candidatura independente, “sem dinheiro, sem padrinhos políticos, mas com muita consciência e colaboração.” Valeria afirma ainda que o “primeiro grande desafio” será conseguir um partido “corajoso o suficiente” para apoiar sua plataforma.

A presidenciável também era modelo e foi atração de uma das festas de lançamento do livro Sociedade Pernambucana.

Aparece o homem da mala que complica Temer


Postado por Magno Martins




Altair Alves Pinto, ex-assessor do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (Foto: Juliana Castro/O Globo)



Cunha e Funaro apontam o homem da mala ajudará nas investigações contra Temer

É Altair Alves Pinto, ex-assessor do próprio Cunha. Ele está sumido

EPOCA – Coluna Expresso - Murilo Ramos

Um dos personagens centrais da delação premiada do operador Lúcio Funaro é Altair Alves Pinto, ex-assessor do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha.

Em um dos trechos da delação, Funaro afirma saber que o presidente Michel Temer recebia propina porque “o Altair comentava que tinha de entregar para o Michel”.

Altair é tão importante que os advogados de Cunha vão propor à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, incluí-lo como colaborador ao lado do peemedebista.

Cunha cita Altair como testemunha para as entregas em dinheiro vivo para operadores de Temer.

Temer libera um bilhão para parlamentares


Josias de Souza

Mal a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República chegou à Câmara e Michel Temer já reabriu os cofres. Mandou ladrilhar, com o patrocínio do déficit público, a trilha que leva ao funeral das novas acusações. O custo inicial do enterro será de R$ 1,02 bilhão. O dinheiro será usado para pagar emendas que os parlamentares enfiaram dentro do Orçamento da União.

A infantaria legislativa do governo celebra a novidade como um sinal de boa vontade. Mas os aliados de Temer acharam pouco. Realçam que o enterro agora será coletivo: além das acusações contra o presidente, terão de sepultar imputações dirigidas a dois ministros palacianos: Eliseu Padilha e Moreira Franco. Pior: o Planalto exige que a lápide desça sobre a cova tripla numa única votação.

Temer, Padilha e Moreira são acusados de compor a organização criminosa do PMDB. O presidente acumula também a imputação de obstrução da Justiça. Estudo jurídico feito pela assessoria da Câmara a pedido do presidente da Casa, Rodrigo Maia, anota que a votação única para a trinca de denunciados seria o procedimento mais adequado. Ouviram-se fogos no Planalto. Entretanto, auxiliares de Temer ainda temem enfrentar problemas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Primeiro estágio do funeral, a CCJ é presidida pelo deputado mineiro Rodrigo Pacheco. Embora seja filiado ao PMDB, partido dos encrencados, o personagem revelou-se um correligionário duro de roer no processamento da primeira denúncia, aquela que acusava Temer de corrupção passiva.

À procura de um deputado “independente” para exercer a atribuição de relator, Pacheco ainda não excluiu a hipótese de desmembrar as denúncias: Temer numa votação, os ministros em outra. Para evitar surpresas, Temer talvez tenha que enfiar a mão um pouco mais fundo no bolso do contribuinte.

Doria mucha um pouco, Meirelles brota



Vinicius Torres Freire - Folha de S.Paulo

João Doria desinflou. Não tanto quanto o preço de batatas e feijões, que baixou quase 50% em um ano, animando os sonhos de supremo poder de Henrique Meirelles, a flor de candidato deste início de primavera. Mas o prefeito de São Paulo murchou um tanto.

Ironia à parte, o desencanto precoce com Doria reanima a feira de candidaturas: um ex-ministro do Supremo, o ministro da Fazenda ou qualquer um que queira ao menos fazer nome em eleição nacional e faturar a lembrança em disputas futuras.

Doria brotou rápido, no Carnaval. Nos 15 dias finais de fevereiro, passou de rumor em festas de ricos a nome para bater Lula. Não tinha dois meses de prefeitura.

Mas o prefeito não disparou nas pesquisas. Na prática, anda empatado com Geraldo Alckmin, que é carne de pescoço e resistiu à onda de deslumbre doriano. Tem máquina e 40 anos de política. Ao fim do mandato, terá sido governador por quase 14 anos, uma Angela Merkel do conservadorismo paulista, mal comparando.

A novidade lustrosa de Doria embaçou ainda com as primeiras
críticas, em parte derivadas da superexposição, de brigas desnecessárias, descaso com a cidade e
outras viagens.

Certa elite também ficou mal impressionada com Doria por sua insciência de políticas públicas e de problemas brasileiros; com seu destrambelhamento na política. É opinião minoritária, de gente porém relevante, de raros ricos que se ocupam de fato de assuntos nacionais.

Doria talvez apenas padeça de expectativas exageradas. Seu fã-clube entre ricos despolitizados ainda é forte. Na semana passada, levou a cúpula do DEM para jantar. Até dezembro, data das convenções do PSDB, vai brigar pela candidatura, ainda que seja improvável sua desfiliação caso perca. Enfim, sua falta de estofo logo deixaria de ser empecilho notável caso fosse o remédio para Lula. Mas a candidatura do ex-presidente definha.

Sem Lula e sem candidato que desponte nas pesquisas, o jogo muda. O desnorteio presidiário do PMDB colabora para a confusão, assim como o renascimento do DEM, quase defunto nos anos petistas. As porteiras das candidaturas ficam abertas. Por isso também políticos começam a pensar no teste da hipótese Meirelles.

Sim, a fase é de testes. PMDB, DEM e Centrão estão na feira, não sabem ainda se para comprar ou vender. Candidatos visitam os partidos de fato maiores do país. Isto é, cortejam ruralistas, por exemplo. Tentam arranjar base eleitoral entre evangélicos, como Meirelles, mas não só.

Apresentam credenciais de reformista-mor a empresários, que no entanto são muitos grupos e ainda mais carentes de lideranças, pois várias se recolheram, avariadas por operações da polícia ou com medo de se misturar no rolo. A CNI é diferente da carcomida Fiesp, ambas diferentes da finança, que por sua vez é mais ponderada nos bancos maiores.

Pesquisas mais recentes mostram o óbvio, o povo ainda à procura de um "outro", descrente de mudança política, mais pessimista com a economia que a minoria mais remediada e com má opinião sobre reformas. Daqui a seis meses, época de definição de candidaturas, o mal-estar econômico será menor, mas daí não se pode tirar conclusão alguma sobre o estado de simpatias do eleitorado.

PT: justiça deve barrar candidatura de Lula


Em contraste com versão oficial do partido, cresce percepção de que a Justiça não permitirá uma sexta candidatura do ex-presidente


 
O Estado de S.Paulo - Ricardo Galhardo



Oficialmente o PT diz que a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é “irreversível” e “irrevogável”. A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, afirmou que, mesmo que o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) ratifique a condenação, Lula pode recorrer às instâncias superiores.

Na realidade, no entanto, a percepção de que a Justiça dificilmente permitirá que Lula concorra pela sexta vez à Presidência é cada vez maior.

Algumas semanas atrás um colaborador próximo do ex-presidente chegou a sugerir que, diante da indefinição do cenário, Lula dedique o restante de 2017 a elaborar um bom programa de governo e deixe para o ano que vem a definição sobre o candidato.

O “conselheiro” ponderou outros fatores além do cerco fechado pela Lava Jato, como as incertezas sobre a reforma política e a Judicialização da campanha. Mas, segundo pessoas próximas, a reação de Lula foi “extremamente negativa”.

Na semana passada, em conversa com deputados estaduais do PT, o advogado Pedro Serrano, referência jurídica da esquerda, disse que, embora considere Lula inocente, acredita que o Judiciário sofre forte influência política e, portanto, a probabilidade maior é de que a condenação seja mantida. Mas também lembrou a possibilidade de recursos.

sábado, 23 de setembro de 2017

André de Paula faz palestra em Caruaru




O Vereador Claudinho participou, nesta sexta feira, de uma palestra, promovida pelo diretório acadêmico de Administração Pública da Faculdade Asces, que contou como palestrante o amigo e Deputado Federal André de Paula, tendo como tema: A crise política e os efeitos das reformas do governo Temer.

Jarbas vai votar de novo para que Temer seja investigado pelo STF


Postado por Inaldo Sampaio


O deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) deverá votar de novo, na Câmara Federal, pela admissibilidade da segunda denúncia apresentada contra o presidente Michel Temer pelo ex-procurador geral da República, Rodrigo Janot.

Janot denunciou o ex-presidente por organização criminosa e obstrução de justiça com base na delação premiada do doleiro Lúcio Funaro, que está preso. Funaro disse ao MPF que Temer comprou vários imóveis em São Paulo com dinheiro de propina, o que o presidente nega.

A denúncia de Janot foi recebida pelo STF por 10 votos contra 1 (Gilmar Mendes) e foi enviada ontem (21) à Câmara Federal para que autorize ou não a abertura do processo. Para que a denúncia seja admitida, são necessários os votos de 342 deputados, o equivalente a 2/3 dos 513 parlamentares que integram a Casa.

Votaram a favor da admissibilidade da denúncia os ministros Édson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Tofofli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e a presidente Carmen Lúcia.

Quando da primeira denúncia, Jarbas votou a favor da admissibilidade dizendo que sempre foi a favor de que fatos como esses sejam apurados, sem fazer juízo de valor da conduta do presidente da República.

Aniversariante do dia

Nossos parabéns para Deboranh Thalyta que completa idade nova nesta data.


Charge do dia


Insônia!


Josias de Souza



– Via Nani.

Dias sobreTemer: “Chefe de organização criminosa”


Postado por Magno Martins



“Ninguém acredita em chefe de organização criminosa”

Pré-candidato à presidência da República em 2018, o senador Alvaro Dias (Podemos-PR) falou sobre a impopularidade de Michel Temer nesta sexta-feira, em entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan.

"O Temer não consegue convencer ninguém que as reformas dele são favoráveis ao povo. Não tem como acreditar em quem chefia uma organização criminosa”, afirmou.

Dias avalia que a segunda denúncia oferecida pela procuradoria-geral da República contra Temer, por obstrução judicial e organização criminosa, é gravíssima – e ele deve ser cassado.

Ele também afirmou que, em 2018, o maior desafio dos candidatos será convencer a população a sair de casa e votar.

“O país está nervoso. O primeiro desafio é vencer a descrença. Se fizer uma pesquisa nas ruas, mais de 50% vão dizer que não querem votar em ninguém. Temos que convencer as pessoas de que é preciso tentar outra vez. Eu vou tentar me colocando à disposição”, afirmou. (BR 247).

Da coluna de Magno Martins



Postado por Magno Martins



 
A nova fase da Bolsa-Família

O Governo Federal deve lançar na próxima semana um novo programa social, cujo objetivo é elevar a renda de 1 milhão de famílias para que elas possam deixar o Bolsa Família em 2 anos, segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra. Batizada de Progredir, a ação oferecerá cursos de qualificação profissional, ajudará na seleção de oportunidades de trabalho e disponibilizará R$ 3 bilhões em microcrédito para famílias de baixa renda, inscritas no Cadastro Único dos programas sociais do governo federal, explicou Terra.

“É um programa vinculado ao público do Bolsa Família, a população mais pobre do Brasil, que visa criar oportunidade de emprego e renda para essa população. Não é um programa para tirar as pessoas do Bolsa Família”, disse o ministro. Apesar disso, o ministro trata o novo programa do governo como uma “forma de emancipação” do Bolsa Família. “Ninguém pode passar fome, mas o Bolsa não deve ser um projeto de vida”, afirmou Terra ao G1.

Terra fechou detalhes do programa, ontem, em reunião com Temer, após o retorno do presidente de Nova York. Segundo ele, o programa será voltado para jovens e adultos da cidade e do campo. O universo de pessoas que poderão ser atendidas pode ir além das 13,4 milhões de famílias que recebem o Bolsa Família atualmente, já que há mais de 28,2 milhões de famílias inscritas no Cadastro Único.

"Ninguém pode passar fome, mas o Bolsa não deve ser um projeto de vida. "A expectativa de Terra é lançar o Progredir na próxima semana, em cerimônia no Palácio do Planalto com Temer. A solenidade está pré-agendada para a próxima terça-feira. Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o Progredir terá ações conjuntas com outras pastas, como Educação; Trabalho; Indústria, Comércio Exterior e Serviços; e Ciência e Tecnologia, e será dividido em três eixos.

EMANCIPAÇÃO– Os beneficiários do Bolsa Família terão prioridade nas ações do Progredir, garante o secretário-executivo do MDS, Alberto Beltrame. De acordo com ele, é uma discussão corrente nas Nações Unidas (ONU) o “próximo passo” dos programas de transferência de renda. "Especialmente em momentos de crise econômica, é preciso ir além da transferência de renda pura e simples, modelo que se esgota. É preciso buscar no desenvolvimento humano, na qualificação profissional, no emprego e na geração de renda repostas para o combate à pobreza e a emancipação das pessoas”, disse o secretário-executivo.

O grito de Tavares – 
O presidente da Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe) e da Compesa, Roberto Tavares, participou em Brasília da primeira reunião realizada pelo Ministério das Cidades com vistas a revisão do Plano Nacional de Saneamento Básico. Apesar de parabenizar a iniciativa, Tavares fez duras críticas à falta de enfrentamento aos problemas estruturais do setor de saneamento por parte do Governo Federal. Dentre os pontos abordados, Tavares destacou o cenário exageradamente otimista que foi adotado pelo plano nacional, que previu um crescimento anual do PIB de 4% anuais, quando os índices registrados foram de -3,8% e -3,6 %, nos dois últimos anos, e a falta de previsão legal para a garantia de recursos onerosos e não onerosos para investimento perene que viabilize a melhoria e a universalização dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

Só a Prefeitura emprega– Na pacata Bom Jesus da Serra, no interior da Bahia, 9 em cada 10 trabalhadores com carteira assinada são funcionários da Prefeitura. Com renda fixa e estabilidade, eles são a pequena elite da cidade de apenas 10,5 mil habitantes. Quem não tem emprego na gestão municipal, trabalha no comércio ou tem como principal fonte de renda o Bolsa Família ou o Bolsa Safra, concedido aos agricultores que não conseguem fazer sua plantação, de feijão ou milho, vingar. O comércio é pequeno, formado por padarias, botecos, pequenas lojas de roupas e mercados. Para conseguir uns trocados, tem estabelecimento que vende até Wi-Fi: R$ 1 por 24 horas.

Tudo pela Chesf– O governador Paulo Câmara (PSB) está capitaneando uma ação contra a privatização da Eletrobrás. Câmara prepara o lançamento de uma campanha de comunicação com o mote “Não vamos ficar calados”, em que contesta a desestatização proposta por Michel Temer. O ponto central defendido por ele é a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), de grande importância para o Estado. Câmara afirma que a venda da companhia irá prejudicar os cofres pernambucanos. E que o esforço fiscal para colocar as contas do Estado em dia terá sido em vão.

Lula só pensa nele – Lula ainda mexe no tabuleiro como se acreditasse que será candidato ao Palácio do Planalto no ano que vem. No momento, ele se concentra na montagem de seus possíveis palanques. O ex-presidente já avisou a Gleisi Hoffmann que deseja vê-la candidata à reeleição ou à Câmara. Ela cogitava dedicar-se exclusivamente à presidência do PT. Outros parlamentares que planejavam voos mais tímidos também já estão sendo encorajados a sonhar grande. A estratégia revela que Lula não está preocupado com o futuro dos aliados, ameaçados de ficar desempregados em 2019. Lula pensa apenas em si próprio, como sempre.

CURTAS

FEIRA DO LIVRO– A Secretaria da Mulher de Pernambuco está presente na III Feira Nordestina do Livro (Fenelivro) que acontece até, amanhã, das 9h às 21h, no Centro de Convenções, em Olinda, com entrada franca. O estande oferece cultura e empreendedorismo. A Secretaria está disponibilizando para o público uma exposição com todo seu acervo. Para acessar as obras, basta entrar no site: www.secmulher.pe.gov.br e baixar o livro de sua preferência, gratuitamente. No estande também estão sendo comercializados livros com a temática de gênero.

DESFECHO– Está marcada para a próxima quarta-feira, em Brasília, a reunião da executiva nacional do PMDB que selará o destino do diretório pernambucano. Em pauta, a proposta da sua dissolução pedida por um aliado do senador Fernando Bezerra Coelho. O relator da matéria é o deputado Baleia Rossi (SP), que deve dar seu parecer favorável, o que, na prática, leva FBC a tomar o comando do partido no Estado do deputado Jarbas Vasconcelos.

Perguntar não ofende: A dissolução do diretório do PMDB pernambucano será por unanimidade dos integrantes da executiva nacional?

Sepultado no Morada da Paz o corpo do ex-deputado Valério Rodrigues


Postado por Inaldo Sampaio

Foi sepultado nesta sexta-feira (22) no cemitério Morada da Paz, no município de Paulista, o corpo do ex-deputado federal Valério Rodrigues, pai do também ex-deputado Bruno Rodrigues (PSDB).

Valério tinha 84 anos de idade e foi vítima do Mal de Alzheimer. Ele vinha doente há vários anos e já não conhecia mais ninguém.

Seu filho e herdeiro político, Bruno Rodrigues, foi vereador no Recife, deputado estadual e deputado federal. No entanto, perdeu a reeleição em 2010 e não mais disputou mandato. Está inteiramente dedicado aos seus negócios privados.

Valério Rodrigues foi um grande amigo do ex-governador Roberto Magalhães, de quem chegou a ser secretário por alguns meses.

Da Coluna de Inaldo Sampaio


 
 

Postado por Inaldo Sampaio


Coluna Fogo Cruzado

A Polícia Militar de Pernambuco recebeu anteontem um reforço de 1.500 novos homens para ampliar o policiamento ostensivo e combater a criminalidade no Estado, que fugiu ao controle do governo. Basta dizer que a taxa de homicídios no Estado é de 57 por grupo de 100 mil habitantes, muito superior à do Rio de Janeiro e São Paulo que têm população muito superior. O governo acredita que a chegada dos novos policiais será importante para reduzir os índices de violência, mas é preciso primeiro ver para depois crer. Afinal, o efetivo da Polícia Militar hoje é praticamente o mesmo de 1983 quando Roberto Magalhães assumiu o governo: cerca de 18 mil homens. Por que? Porque quando chegam mil novos PMs, outros mil passam para a inatividade e assim o efetivo nunca cresce. De 82 para cá a população aumentou consideravelmente, mas o quadro da PM não cresceu na mesma proporção. É por isso que se pode dizer que a chegada dos novos PMs foi importante mas dificilmente eles suprirão as necessidades da grande maioria dos municípios do interior.

Há algo errado no modelo

Quando Eduardo Campos (PSB) assumiu o governo estadual em 2007 e lançou o programa “Pacto pela vida”, a taxa de homicídios em Pernambuco era uma das maiores do país, mas a partir de 2008 caiu consideravelmente. De lá para cá passaram-se 10 anos e as duas Polícias (Militar e Civil) são as mesmas. Pergunta-se, então: se o “Pacto” deu certo até 2013 e a partir de 2014 começou a desandar, não seria o “modelo de governança” que está equivocado?

Atraso – O Estado de Minas, que é o 2º mais rico do Brasil, perdendo apenas para São Paulo, começou novamente a atrasar salários. O governador Fernando Pimentel (PT) deveria ter pago ontem a quem ganha mais de 3 mil reais, mas não havia dinheiro em caixa. É por isso que Paulo Câmara (PE), que está conseguindo pagar em dia, é tão festejado fora de Pernambuco.

Pesar – O prefeito de Dormentes, Geomarco Coelho (PSB), que morreu anteontem no Recife e foi sepultado ontem em sua cidade, era amigo e liderado político do senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), mas não eram parentes. Os “Coelho” de Petrolina nada têm a ver com os “Coelho” de Dormentes, nem com os “Coelho” de Ouricuri.

Transporte – O governador Geraldo Alckmin (SP), que estará no Recife na próxima segunda (25) para participar de um fórum sobre o setor “sucroenergético”, no Paço Alfândega, só viaja agora em avião de carreira, ao passo que o prefeito João Dória (SP), cria política dele e também pré-candidato a presidente da República pelo PSDB, só viaja em seu jatinho particular.

Liberação – O ministro Mendonça Filho (Educação) já deve ter perdido a conta do volume de dinheiro que liberou para Pernambuco nesses 17 meses em que se encontra à frente da pasta. Todas as unidades subordinadas ao seu Ministério receberam ajuda financeira: UFPE, UFRPE, Univasf, Fundação Joaquim Nabuco e os Institutos Federais de Educação.

Cobrança – O delegado da Polícia Civil, Erick Lessa, que disputou a prefeitura de Caruaru pelo PR e ficou na terceira colocação, iniciou o período de cobranças à prefeita Raquel Lyra (PSDB), a qual, segundo ele, “conversa muito e realiza pouco”. Lessa vai disputar um mandato de deputado estadual em 2016.

Prestígio – O prefeito Miguel Coelho (PSB), valendo-se do prestígio do pai, senador Fernando Bezerra (PMDB), acaba de conseguir para Petrolina um restaurante popular (com ajuda do Ministério de Desenvolvimento Social) e uma ciclovia para a orla (com apoio do Ministério dos Transportes). Dos 184 prefeitos pernambucanos, ele foi o que recebeu recursos do governo federal ao longo deste ano.

Memória – O ex-governador Joaquim Francisco (PSDB) tem sérias dúvidas sobre se o eleitorado brasileiro vai escolher “caras novas” no próximo ano ou manter as “velhas” que todos conhecemos. Ele está de orelha em pé depois que os eleitores do Amazonas, duas semanas atrás, elegeram pela quarta vez para o Governo do Estado o pedetista Amazonino Mendes, de 78 anos de idade.

Debate – O deputado André de Paula (PSD) participou ontem em Caruaru de um debate sobre a conjuntura política nacional na Faculdade de Administração da ASCES. O tema do debate foi “Crise política e as reformas propostas pelo governo Michel Temer – Reflexões sobre o Brasil”. O editor deste Blog atuou como debatedor.

Crédito – A prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida (PSB), recebeu anteontem R$ 450 mil de uma emenda parlamentar do ministro Bruno Araújo (Cidades) para obras de reforma do Hospital Municipal. E imediatamente colocou no seu Facebook uma mensagem de agradecimento ao tucano, em quem votou para deputado federal em 2014.

Independência – Até ontem, não tinham compromisso com nenhum dos candidatos a governador de Pernambuco os prefeitos do Cabo de Santo Agostinho (Lula Cabral), de Jaboatão dos Guararapes (Anderson Ferreira) e de Olinda (Professor Lupércio). Apesar de seus partidos – PSB, PR e SD, respectivamente – integraram formalmente a base de apoio ao governo Paulo Câmara.