terça-feira, 17 de outubro de 2017

Oposisão de Taquaritinga do Norte participa da instalação de frente parlamentar na ALEPE

 Estiveram presentes na ALEPE, nesta segunda-feira, Jânio Arruda Ex-prefeito do município, acompanhado dos Vereadores Borges, Claudio Paiva e Dé Cumaru e o Ass. Sergio Freire, que se juntaram ao presidente da câmara Eraldo da Pedra Preta, Radialista Alberes Xavier e Geo Caldas o entusiasta da transposição do Rio Amazonas para a região nordeste.



Texto da coluna de Edmar Lyra:



Capibaribe – Por iniciativa do deputado estadual José Humberto (PTB) foi criada na Assembleia Legislativa de Pernambuco a Frente Parlamentar de Perenização, Despoluição e Revitalização do Rio Capibaribe. Natural de Limoeiro, município que é cortado pelo Capibaribe, o parlamentar é entusiasta da ideia de recuperação, preservação e desenvolvimento desta importante bacia hidrográfica do Estado, para isto levará esta discussão para vários municípios do interior e região metropolitana.
Foto com a Deputada Priscila Krause relatora da Frente. Em seguida com o Deputado Eriberto Medeiros e a última no Plenarinho da ALEPE.

Aniversariante do dia

Nossos parabéns para Edson Vieira que completa idade nova nesta data.


Aniversariante do dia

Nossos parabéns para Emanuel Brito, carinhosamente conhecido por Chapolin, que completa idade nova nesta data.


Prefeitos choram sem razão

Resultado de imagem para AMUPE

Chororô – Enquanto prefeitos “invadem” Brasília em busca de ajuda do governo federal para socorrer os seus municípios, a CNM informa que o FPM cresceu 11,40% nos 9 primeiros meses deste ano, comparativamente os 9 primeiros meses de 2016.

Foto do dia

Do facebook de Paulo Inaldo


Frase do dia



Tenho sido vítima desde maio de torpezas e vilezas que pouco a pouco, e agora até mais rapidamente, têm vindo à luz.

Michel Temer, presidente da República, em carta enviada a 63 senadores e 390 deputados que apoiam o governo

Charge do dia


Liquidação!


Josias de Souza



– Charge do Duke, via O Tempo.

STF divulga vitória de Paulo Câmara em verbas do Fundef: Estado pode receber mais de 1 bilhão para obras e investimentos

Foto: Filipe Jordão/JC Imagem

Por jamildo

O governo Temer, de uma forma ou de outra, pode ser obrigado a financiar obras de Paulo Câmara.

Na semana passada ainda, o site do Supremo Tribunal Federal (STF) divulgou vitória do Estado de Pernambuco em ação contra a União pelas verbas do extinto Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério) relativas aos exercícios financeiros de 1998 a 2007.

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), julgou parcialmente procedente a Ação Cível Originária (ACO) 658, ajuizada pelo Estado de Pernambuco.

De acordo com a decisão, que aplica entendimento do Plenário para outros Estados, o valor mínimo por aluno deve ser calculado com base na média nacional e não em índice regional, como efetuou a União.

A informação foi publicada no site oficial do STF.

A relatora observou que a Emenda Constitucional 14/1996 deu à União a função de atuar de forma redistributiva e supletiva em matéria educacional, para garantir equalização de oportunidades educacionais e padrão mínimo de qualidade do ensino mediante assistência técnica e financeira aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios.

A ministra lembrou que a finalidade da criação do Fundef foi a uniformização da qualidade do ensino fundamental com vistas à redução das desigualdades sociais e regionais.

“Nessa linha, a universalização do acesso à educação e à qualidade do ensino são essenciais ao próprio exercício da cidadania, especialmente em um país como o nosso marcado por tantas e tão profundas desigualdades socioeconômicas”, afirmou Rosa Weber.


Também seguindo o entendimento do Plenário, a ministra rejeitou pedido de indenização por danos morais coletivos formulado pelo Estado de Pernambuco.

Segundo ela, o pleito é inviável, pois a frustração de repasse de verbas é interesse público secundário da Fazenda Pública, que não pode ser confundido com suposta ofensa aos direitos de personalidade dos habitantes daquele estado.

Segundo informações de bastidores, nem a Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE), que defendeu o Estado em todo o processo, sabia a até a semana passada o valor exato que o governo Paulo Câmara vai ter a disposição.

Na petição inicial da ação, a PGE-PE apontou o prejuízo de R$ 247.169.189,07 (duzentos e quarenta e sete milhões, cento e sessenta e nove mil, cento e oitenta e nove reais e sete centavos). Isso, contudo, foi quando a ação deu entrada, em 2002.

Com a incidência de juros e correção monetária, desde 2002, o valor pode chegar a mais de um bilhão, apontam estimativas informais do Governo do Estado, sob reserva.

A PGE-PE retirou os autos da secretaria do STF para apresentar a petição de execução dos valores devidos, em 5 de outubro. Com o pedido de execução, virá a toda o valor que o Estado entende que deve ser pago por precatório. A União ainda vai poder contestar os cálculos apresentados pelo Estado.

A relatora, na decisão, consignou que as verbas devem ser integralmente aplicadas na área de educação.



Joaquim Francisco esteve com Geraldo Alckin em São Paulo



Posted By João Alberto


Joaquim Francisco – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Joaquim Francisco esteve em São Paulo, participando de encontro do PSDB com o governador Geraldo Alckmin. Conversaram muito sobre o quadro político de Pernambuco e sobre a posição do partido no próximo pleito para governador.








Armando Monteiro está nos Emirados Árabes



Posted By João Alberto

Armando Monteiro Neto/Ag. Brasil

Armando Monteiro Neto está em Abu Dhabi, participando da 44ª edição da WorldSkills, a maior competição internacional de educação profissional. Na passagem pelos Emirados Árabes, tem se reunido com autoridades, como o ministro dos Negócios, Sheikh Abdullah bin Zayed Al Nahyan. Assim, está entre os senadores ausentes na reunião de hoje que vai definir o futuro de Aécio Neves, Ainda não está confirmada a realização da reunião, que pode ser adiada, mas já é certo que os senadores não tomarão a vergonhosa atitude de fazer uma votação secreta.








Pernambucano Pedro Corrêa delata Lula, Dilma e Cunha




Postado por Magno Martins

Eduardo Cunha: “Máquina de arrecadar dinheiro”

Por Camila Bomfim, TV Globo, Brasília

Vídeos de depoimentos foram divulgados nesta segunda. Segundo Corrêa, Lula participou da indicação de Paulo Roberto Costa para a Petrobras e Dilma orientou pagamento de propina.

Foram divulgados nesta segunda-feira (16) vídeos com trechos dos depoimentos da delação premiada do ex-deputado do Pedro Corrêa (PP-PE). O conteúdo de alguns trechos da delação já tinha vindo a público, mas os depoimentos em vídeo ainda não.

Os depoimentos de Corrêa foram prestados em abril do ano passado e em agosto deste ano. No mesmo mês, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, homologou a delação.

Nos três vídeos disponibilizados no site da Câmara dos Deputados, Pedro Corrêa citou os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff e afirmou que o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) era uma "máquina de arrecadar dinheiro".

Indicação para a Petrobras

Nos depoimentos, Pedro Corrêa contou que o ex-presidente Lula participou diretamente da nomeação de Paulo Roberto Costa pra Diretoria de Abastecimento da Petrobras - uma das primeiras descobertas da Operação Lava Cato, confessadas na delação do próprio Paulo Roberto Costa.

Ao Ministério Público, o ex-deputado contou como foi a pressão política no Congresso para a indicação:

"Indicamos Paulo Roberto Costa, o que demorou seis meses. Até que resolvemos fechar a pauta da Câmara. Bloqueamos a pauta. Tivemos apoio do PTB, do PL e do PMDB, porque o governo estava cozinhando todo mundo, tinha acordo para as nomeações, que não eram feitas", contou Corrêa.

O ex-deputado também relatou as negociações, no governo Lula, para comprar o apoio do PMDB ao nome de Paulo Roberto Costa e do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró.

Na delação, Corrêa relatou uma reunião em 2006, antes da eleição, no primeiro mandato de Lula. Disse que estavam presentes os peemedebistas Renan Calheiros (AL), Henrique Eduardo Alves (RN), Jader Barbalho (PA), o ex-ministro Silas Roundeau e o operador financenrio Jorge Luz.

Segundo o delator, houve pedido de propina de US$ 12 milhões para que o PMDB apoiasse a manutenção dos diretores na Petrobras.

"Não, não, eram 12 [milhões de dólares]. Mas aí eles ficaram de pensar. Paulo Roberto e Nestor Cerveró saíram, foram para o hotel, tomaram café da manhã e acertaram que só podiam chegar em US$ 6 milhões. E ai voltaram a Jader Barbalho e comunicaram que só poderiam arrecadar US$ 6 milhões. Ficou acertado que no governo seguinte, Nestor Cerveró e Paulo Poberto teriam apoio do PMDB", narrou.

Eduardo Cunha

Na delação, Corrêa deu a dimensão da atuação do ex-deputado Eduardo Cunha pra arreacadar propina. De acordo com Pedro Corrêa, o peemedebista era uma "máquina".

"O Cunha era uma máquina de arrecadar dinheiro, um monstro. Impressionava todo mundo. Arrecadava dinheiro de todo o jeito. Tinha uma coragem imensa de fazer as coisas", afirmou.

O ex-deputado contou o que disse a Cunha e ao deputado Júlio Lopes (PP-RJ), no inicio da carreira política dos dois na Câmara.

"Na oportunidade eu disse aos dois: 'olha, vocês tinham acabado de chegar em Brasília, foram com tanta sede ao pote, vão acabar cassados. Porque cuidado que o cargo de deputado federal é muito visado", relatou Corrêa.

Dilma Rousseff

A TV Globo teve acesso com exclusividade a outros termos de delação premiada de Pedro Corrêa. Em um deles, ele afirma que a então presidente Dilma Rousseff mandou, em 2011, um diretor da Petrobras a voltar a pagar propina ao PP.

Na época, o partido estava dividido, segundo o ex-deputado. Ele disse que ficou no grupo que não estava mais recebendo propina da Diretoria de Abastecimento, comandada por Paulo Roberto Costa, e que o então diretor afirmou que só retornaria os pagamentos ao grupo de Corrêa dentro do PP se houvesse um "sinal de fumaça" do Planato.

De acordo com o delator, o então ministro das Cidades Mário Nnegromonte, que era deputado pelo PP, viajou ao Paraná junto com Dilma para lançar o projeto do metrô de Curitiba, e aproveitou a oportunidade para conversar com a ex-presidente sobre o assunto.

Segundo o delator, Mário Negromonte teria sido claro com a então presidente, afirmando que Paulo Roberto Costa estava se recusando a atender financeiramente o grupo do PP.

Pedro Corrêa afirma que, diante disso, Dilma Roussef encarregou o então ministro da Secretaria-Geral da Presidência Gilberto Carvalho e a então ministra-chefe da Secretaria de Relações Institucionais Ideli Salvatti para falarem com Paulo Roberto Costa.

Da Coluna de Magno Martins



Postado por Magno Martins



Prefeitos emparedam Temer

Com a corda no pescoço, compromissos atrasados e sem pagar também servidores em dia, prefeitos de todo o País fazem, hoje e amanhã, uma nova marcha a Brasília. Com o agravamento da crise, os municípios passaram a sofrer mais penalizações, como a redução drástica de recursos obrigatórios para manutenção dos programas na área social. Presidente da Associação Municipalista de Pernambuco, José Patriota (PSB), prefeito de Afogados da Ingazeira, embarcou, ontem, com mais 80 gestores pernambucanos para reforçar o movimento reivindicatório de caráter nacional.

Segundo ele, os municípios nunca sofreram tanto quanto nos últimos meses devido ao exercício da tesoura palaciana. “O FPM (Fundo de Participação dos Municípios) sofreu uma estabilização de redução da ordem de 25%, mas o que nos preocupa vai além disso e diz respeito também ao orçamento de 2018. O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) não tem praticamente sobrevida no ano que vem, pois ficou com apenas R$ 750 mil ante R$ 18 milhões liberados neste ano”, alerta Patriota.

O PAA, em sua opinião, é um dos mais importantes instrumentos de transformação da realidade municipal, uma ferramenta imprescindível para a área social e incrementar, consequentemente, a economia”, acrescenta. O objetivo da mobilização, ainda segundo Patriota, é pressionar as bancadas regionais para interferir num pedido de audiência ao presidente Michel Temer (PMDB).

“O presidente não pode ficar alheio ao drama dos municípios brasileiros. Ele nos garantiu tomar medidas para desafogar nossos caixas que, infelizmente, não têm saído do papel”, afirmou. A principal reivindicação dos gestores é uma solução a curto prazo, em forma de ajuda financeira emergencial, para que os municípios possam fechar as contas, principalmente com a chegada do final do ano, quando precisam pagar o 13º salário aos servidores municipais, além de outras obrigações.

O movimento vem crescendo desde uma mobilização em Brasília, no começo do mês, junto com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM). A princípio, constava na programação audiência com o presidente Michel Temer (PMDB). No entanto, o encontro foi cancelado, tendo a CNM e os prefeitos sido recebidos pelo presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (PMDB-RJ).

Temer se comprometeu junto aos prefeitos a falar com o presidente sobre as reivindicações municipalistas, principalmente sobre o auxílio financeiro aos municípios ainda para este ano. Os pleitos foram convertidos em ofício, protocolado pela Confederação e respondido pela Presidência da República no dia 6 de outubro. A demanda teria sido direcionada aos ministérios competentes. A CNM também elaborou um ofício onde solicita a edição de uma Medida Provisória para envio de Apoio Financeiro aos Municípios (AFM) de forma emergencial.

CARTA DE DESABAFO– O presidente Michel Temer escreveu uma carta de quatro páginas aos parlamentares para se defender das acusações feitas na delação de Lúcio Funaro, além de dar "explicações", "satisfações" e "desabafar" diante da segunda denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra ele. A divulgação dos vídeos abriu uma nova crise entre o Planalto e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, às vésperas de a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa avaliar a acusação contra o peemedebista. "É um desabafo. É uma explicação para aqueles que me conhecem e sabem de mim. É uma satisfação àqueles que democraticamente convivem comigo", disse Temer.

Reagindo bem–
 O jornalista Alexandre Farias, 39 anos, já apresenta um quadro de saúde considerado estável, com melhora gradativa, respira sem ajuda de aparelhos e interage com a família. "Alexandre é, hoje, um verdadeiro milagre diante de nós. Ele permanece na UTI porque ainda inspira cuidados, mas quando está acordado consegue interagir, mexe os membros inferiores, gesticula, balbucia e conseguimos entender algumas palavras, ele fica de olhos abertos e a gente fica emocionado a cada gesto", declarou o irmão, em entrevista à TV Clube. Farias foi vítima de uma bala perdida durante uma troca de tiros entre policiais e bandidos no Alto do Moura, em Caruaru.

Anulação do impeachment– A defesa da ex-presidente da República Dilma Rousseff vai utilizar a delação do corretor Lúcio Funaro, divulgada na última sexta-feira, para pedir a anulação do processo que resultou em impeachment no ano passado. Em nota, o advogado da petista, José Eduardo Cardozo, afirmou que o depoimento de Funaro mostra que "o ex-deputado Eduardo Cunha comprou votos de parlamentares em favor do impeachment". A defesa deve entrar com pedido, hoje. "Entendemos que na defesa da Constituição e do Estado Democrático de direito, o Poder Judiciário não poderá deixar de se pronunciar a respeito, determinando a anulação do impeachment de Dilma Rousseff, por notório desvio de poder e pela ausência de qualquer prova de que tenha praticado crimes de responsabilidade", diz a nota.

Ação contra ministro – O Ministério Público Federal em Pernambuco ajuizou ação civil pública contra a União para que seja mantido contrato firmado com a Hemobrás, em Goiana, na Mata Norte de Pernambuco, também impedindo eventual transferência de tecnologia para processamento de plasma para Maringá, no Paraná, onde o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), possui reduto eleitoral. Na ação, a procuradora da República, Silvia Regina Lopes, também pede que a Justiça Federal conceda o afastamento cautelar do ministro. Em agosto, o MPF expediu recomendações para que não fossem aprovadas e nomeadas para cargos de gestão no âmbito da Hemobrás ou do Ministério da Saúde pessoas que tenham vínculos diretos ou indiretos com empresas privadas interessadas na transferência de tecnologia de processamento de material plasmático ou de produção de hemoderivados.

O pau cantou –
 A sessão de ontem, da Câmara de Vereadores de São Lourenço da Mata, despencou para o campo das agressões, com bate-bocas que pareciam intermináveis entre vereadores que defendem a volta do ex-prefeito Bruno Pereira (PTB) e os que o combatem. Em meio a tamanho tumulto uma voz serena: a do vereador Leonardo Barbosa (SD), na foto ao lado, que conseguiu dar uma forte contribuição para que a paz voltasse a reinar. Tudo começou com o clima gerado pelo ex-prefeito insinuando que seu retorno ao poder seria líquido e certo por uma liminar decorrida de ação na instância federal, em Brasília.

CURTAS

ABATEDOURO– A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) vistoriou o terreno onde será construído o abatedouro regional de Serra Talhada, às margens da PE 414, sentido distrito de Bernardo Vieira. O projeto arquitetônico, elaborado dentro das normas técnicas do Ministério da Agricultura, também está em fase de análise para aprovação da Adagro. A área total para implantação do abatedouro é de 134.860,38 m² e o empreendimento quando construído terá capacidade para abater 250 bovinos, 230 suínos e 405 caprinos por dia.

VOTO ABERTO– O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou, ontem, mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a votação no Senado sobre as medidas cautelares contra o tucano Aécio Neves (MG) seja aberta, sob pena de nulidade caso ocorra de forma secreta. A votação que pode derrubar o afastamento do mandato do senador mineiro e o seu recolhimento noturno está marcada para hoje.

Perguntar não ofende: Voto aberto ou fechado, o Senado mantém hoje Aécio afastado?

Prefeitos pernambucanos “invadirão” Brasília nesta quarta-feira



Postado por Inaldo Sampaio


Cerca de 80 prefeitos pernambucanos, atendendo a uma convocação feita pelo presidente da Amupe, José Patriota (PSB), também prefeito de Afogados da Ingazeira, estarão em Brasília nesta quarta-feira (18) para um encontro com a bancada federal a fim de chamar a atenção dela para o esvaziamento financeiro dos seus municípios.

Ele alegam que o FPM está caindo e que não estão tendo mais condições de fechar suas contas, comprometendo, inclusive, o pagamento do 13º salário aos seus servidores.

Às 9h eles estarão na sede da Confederação dos Municípios com o presidente Paulo Ziulkoski e às 17h se reunirão com a bancada federal, composta por três senadores e 25 deputados federais.

A principal reivindicação dos prefeitos é uma solução “a curtíssimo prazo” para que possam pagar a gratificação natalina aos seus funcionários.

Recentemente, os prefeitos foram recebidos pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que se comprometeu falar com o presidente Michel Temer sobre suas reivindicações.

A CNM enviou ofício ao presidente da República pedindo a edição de uma Medida Provisória para socorrer os municípios de forma emergencial.

O presidente Michel Temer respondeu ao documento, informando que ele foi encaminhado aos Ministérios do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e da Fazenda.

Da Coluna de Inaldo Sampaio



Aécio perde o posto de principal líder da oposição
Postado  por Inaldo Sampaio

Coluna Fogo Cruzado
Aécio Neves deverá se candidatar a deputado federal nas eleições do próximo ano

Por maioria de votos, o STF decidiu na última quarta-feira que caberá ao Senado confirmar ou não as medidas cautelares impostas ao senador Aécio Neves, acusado pelo Ministério Público Federal de praticar uma série de crimes, entre os quais obstrução à Justiça. O senador está suspenso do mandato e proibido de sair de casa à noite. A decisão do STF será examinada pelos senadores, hoje ou amanhã, em votação aberta, o que conta pontos contra o tucano, pois muitos talvez não queiram associar a sua imagem à do colega mineiro, que responde a vários inquéritos na Suprema Corte. Trata-se de um episódio triste para a política brasileira, pois o neto de Tancredo Neves, ex-deputado federal, ex-presidente da Câmara, ex-governador de Minas e candidato a presidente da República nas últimas eleições, saiu das urnas de 2018 como o principal líder da Oposição. Não tivesse se envolvido em várias trapalhadas, seria hoje um candidato quase imbatível à sucessão de Michel Temer devido ao desgaste de Lula, de Dilma e do PT. Como no Senado impera o corporativismo, é possível que Aécio recupere o mandato e seja autorizado a sair de casa no período noturno. Mas não será mais o líder da oposição ao PT, nem candidato a presidente da República, e nem tampouco ao governo de Minas. Para não perder a imunidade, os amigos deverão conduzi-lo à Câmara Federal.

Medida Cautelar do lixo

Por meio de Cautelar expedida na última 4ª feira (11), o conselheiro Dirceu Rodolfo determinou ao prefeito interino de São Lourenço, Gabriel Neto, a suspensão de todo e qualquer tipo de pagamento à empresa “Espera”, contratada pela gestão anterior para efetuar a coleta do lixo. Mas, na mesma Cautelar, recomendou ao prefeito que contratasse imediatamente uma nova empresa para fazer a limpeza da cidade. Culpá-lo pelo lixo acumulado na cidade não cola.

Os fundos – O deputado Daniel Coelho (PSDB) considera o “fundo eleitoral” criado pelo Congresso para bancar os custos das próximas eleições “menos ruim” que o “fundo partidário”, que vai distribuir com os partidos, até dezembro, cerca de R$ 900 milhões. O primeiro, disse ele, servirá pelo menos para custear as eleições, ao passo que o segundo tem sido utilizado para enriquecer “dono” de partido.

Chororô – Enquanto prefeitos “invadem” Brasília em busca de ajuda do governo federal para socorrer os seus municípios, a CNM informa que o FPM cresceu 11,40% nos 9 primeiros meses deste ano, comparativamente os 9 primeiros meses de 2016.

As provas? – O falecido ministro Teori Zavascki (STF) negou-se a homologar a delação premiada do ex-deputado Pedro Corrêa (PP) por considerá-la “confusa” e destituída de provas. Mas seu substituto, Édson Fachin, não só fez a homologação como autorizou a divulgação dos áudios.

Sintonia – O advogado José Paulo Cavalcanti Filho pensa igual ao ministro Celso de Mello no que toca à decisão do STF (por 6 x 5) de dar a última palavra ao Senado sobre as medidas cautelares impostas a Aécio Neves. Decisão da Suprema Corte, dizem ambos, não pode estar condicionada à chancela de nenhum outro poder.

Defesa – Por orientação dos seus advogados, o prefeito afastado de São Lourenço, Bruno Pereira (PTB), cancelou uma coletiva de imprensa que daria ontem. Mas garante ter argumentos para contestar, com provas, como 95% das notícias envolvendo sua gestão são mentirosas.

Boa notícia: o medo entrou na equação de Aécio


Josias de Souza




Na expressão de um aliado de Aécio Neves, o medo passou a “seguir” o senador tucano “como uma sombra.” Ele receia amargar uma derrota na votação em que o plenário do Senado decidirá se deve ou não lhe restituir o mandato e a liberdade noturna. Antes apressado, Aécio já discute com seus aliados até a hipótese de adiar a votação, marcada para esta terça-feira (17).

Para derrubar as sanções cautelares que lhe foram impostas pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal, Aécio precisa amealhar pelo menos 41 votos entre seus 80 colegas de Senado. Até a semana passada, estimava-se que teria algo como 50 votos. Mas nove senadores da bancada do PT saltaram da canoa da solidariedade pluripartidária.

A conta de Aécio ficou apertada. Acionado, o Planalto se esforça para ajudar. Mas o senador Romero Jucá, líder do governo e principal operador de Michel Temer no Senado, recupera-se de uma cirurgia. Só deve retornar ao batente na quarta-feira. Tramou-se uma votação secreta. Entretanto, um juiz federal de Brasília proibiu. E a Rede Sustentabilidade se equipa para questionar a manobra no Supremo.

O medo era uma variável inexistente na equação de Aécio. Mas o senador se deu conta de que o enorme valor que ainda atribui ao seu mandato terá de ser dividido pelo pouco de vergonha que resta na cara de parte dos senadores. Ainda é improvável que um Senado apinhado de investigados vá abandonar Aécio à própria sorte. Mas a simples presença do medo no palco não deixa de ser uma boa notícia. A sensação de jogo jogado potencializava a desmoralização do Senado.

Da coluna de Edmar Lyra


 REUTERS/Ueslei Marcelino

A economia poderá cacifar Michel Temer em 2018

“É a economia, estúpido!”, uma célebre frase dita por James Carville, marqueteiro de Bill Clinton durante a campanha presidencial de 1992 que serve para ilustrar que política e economia caminham juntos. Na política brasileira, o Plano Real foi capaz catapultar Fernando Henrique Cardoso nas eleições de 1994 contra Lula, então líder absoluto nas pesquisas. A queda abrupta da inflação permitiu que o então ministro da Fazenda de Itamar Franco fosse candidato e vencesse a disputa. Se houvesse reeleição naquela época, certamente Itamar teria sido o candidato e muito provavelmente teria logrado êxito.

Em 2006, alvejado pelo Mensalão, Lula conseguiu se recuperar das graves denúncias de corrupção que envolviam o seu governo, e acabou sendo reeleito. Tudo isso graças ao boom econômico que fazia do Brasil uma das economias emergentes em maior crescimento do planeta. A população que beirava o pleno emprego e tinha seu poder de compra garantido comprou a ideia de Lula e não só o reelegeu como em 2010 elegeria Dilma Rousseff.

A economia novamente fez com que os casos de corrupção do governo de Dilma Rousseff fossem amplificados. A população que havia reeleito Dilma em 2014 por não conhecer a realidade econômica do país na época, foi às ruas em 2015 e 2016 e culminou no impeachment. Pedaladas fiscais foram apenas a cereja do bolo para a queda de um governo que não tinha eira nem beira e que não tinha mais a menor condição de oferecer uma agenda de retomada ao país.

No governo Michel Temer é latente a crise ética e moral que envolve a figura do presidente e toda a classe política. Mas também é indiscutível que a economia pouco a pouco vem se restabelecendo no Brasil. No último trimestre foram criadas mais de um milhão de vagas de empregos formais, a inflação tem o menor índice desde o início do Plano Real e a taxa básica de juros, a Selic, cai mês após mês, criando um ambiente propício para uma retomada da economia que pouco a pouco será percebida pela maioria da população.

Michel Temer não possui nenhum impedimento para ser candidato a reeleição, apesar de possuir apenas 3% de aprovação e sequer ser cotado para disputar a reeleição, ele é o fiador desta recuperação econômica. A medida em que a população perceber a retomada da economia, tende a colocar, tal como fez com Lula em 2006, as denúncias de corrupção como fator secundário. Sobretudo porque não há nenhum candidato despontando como favoritíssimo em 2018. Quem tiver tempo de televisão, estrutura de palanques estaduais e uma maior robustez de apoio do PIB nacional, terá condições de disputar com boas chances a presidência. Com a economia num claro viés de recuperação não existe outro nome para representar o legado da recuperação econômica do que o próprio presidente. A economia poderá fazer Temer de rejeitado a um potencial candidato a reeleição em 2018, uma vez que corrupção não é uma prerrogativa exclusiva do presidente, mas de quase toda a classe política.

Capibaribe – Por iniciativa do deputado estadual José Humberto (PTB) foi criada na Assembleia Legislativa de Pernambuco a Frente Parlamentar de Perenização, Despoluição e Revitalização do Rio Capibaribe. Natural de Limoeiro, município que é cortado pelo Capibaribe, o parlamentar é entusiasta da ideia de recuperação, preservação e desenvolvimento desta importante bacia hidrográfica do Estado, para isto levará esta discussão para vários municípios do interior e região metropolitana.

Estadual – Segundo colocado na disputa pela prefeitura de Jaboatão dos Guararapes em 2016, o ex-vereador Manoel Neco está costurando sua candidatura a deputado estadual em 2018. Ele espera sair da cidade com 25 a 30 mil votos e alcançar o resto da votação em dobradinhas com federais em outras cidades. Neco, que já foi deputado estadual, pode voltar a ter um mandato na Alepe em 2019.

Adutora – O governador Paulo Câmara lançará, nesta terça-feira, o edital de licitação para definir a empresa que vai construir a Adutora de Serro Azul. O objetivo é que o empreendimento transporte a vazão de 500 litros de água por segundo a partir da Barragem de Serro Azul, em Palmares, Mata Sul do Estado, para abastecer 800 mil pessoas em dez cidades da região Agreste. Para a construção da adutora, serão investidos cerca de R$ 200 milhões, recursos viabilizados pelo Governo de Pernambuco junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Marcantonio Dourado – Exercendo o oitavo mandato de deputado estadual, Marcantonio Dourado (PSB) reunirá os colegas deputados no buraco frio da Alepe para a comemoração do seu aniversário num almoço que deverá ser muito prestigiado. Natural de Lajedo, Marcantonio é uma figura atenciosa e querida pelos que fazem a Casa Joaquim Nabuco.

RÁPIDAS

Chapa – Quando o presidente Michel Temer superar esta nova denúncia na Câmara dos Deputados, o Palácio do Planalto pretende intensificar a retomada da pauta econômica nas votações do Congresso. Se a economia der sinais claros de retomada, já se fala numa chapa presidencial com Michel Temer na cabeça e Henrique Meirelles na vice-presidência.

Comunicação – A comunicação do governo federal deveria ser mais agressiva, com aspectos voltados para a retomada da confiança dos brasileiros na economia, na capacidade do Brasil de superar desafios, etc. O governo federal perde, com campanhas insossas, uma grande oportunidade de através da publicidade institucional melhorar a sua imagem perante a população.

Inocente quer saber – O PSDB vai acabar não lançando candidato a presidente da República em 2018?

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Água cada dia mais difícil


Foto: Divulgação.
Em colapso, a barragem de Jucazinho, terceiro maior reservatório do Estado, com capacidade para 327 milhões de metros cúbicos de água, integra a lista de obras com estruturas físicas comprometidas. O diagnóstico está no relatório anual divulgado pela Agência Nacional de Águas (ANA), que aponta 25 barragens no País em péssimas condições e com risco de rompimento.
Localizada em Surubim, Jucazinho apresenta fissuras e deterioração no concreto. Hoje sem operar devido à escassez hídrica, o sistema abastecia algumas cidades da região, entre elas Santa Cruz do Capibaribe, Riacho das Almas, Cumaru e Gravatá.
Para chegar ao resultado, a ANA consultou 29 instituições fiscalizadoras de segurança de barragens. Dessas, apenas nove responderam, listando 25 contenções em situação de risco. O relatório elaborado pela agência é enviado ao Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH). Em seguida, o CNRH o encaminha ao Congresso Nacional.
Em relação a Jucazinho, o documento aponta como alto o Potencial Associado (DPA) e a Categoria de Risco (CRI). Das 25 barragens,16 são públicas e nove, privadas, sendo a maioria ligada ao agronegócio. Nenhuma delas tem relação com mineração ou geração de energia.

Resposta

Procurada, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) informou que, embora tenha operado com Jucazinho, a manutenção é feita pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), órgão vinculado ao Ministério da Integração.
Por sua vez, o Ministério da Integração informou que os serviços de recuperação e o reforço das estruturas da barragem de Jucazinho foram feitos, com investimento de R$ 8,2 milhões.
“O próximo passo será a execução das obras de modernização da barragem. A licitação para essa etapa está sendo preparada pela equipe técnica. A previsão inicial de investimento é de R$ 35 milhões”, adiantou o ministério.
,
Com informações da Folha/PE.

Zezé Di Camargo é levado para hospital após passar mal em gravação


Posted By Júlia Molinari

Na última sexta-feira, 13, Zézé Di Camargo foi levado para o hospital, em São Paulo. O artista passou mal enquanto gravava um comercial de uma marca de móveis. Ele teve uma estafa depois de uma semana com agenda corrida, segundo a sua assessoria de imprensa.


Zezé Di Camargo – Crédito: Manuela Scarpa/Brazil News

“Foi uma semana extremamente puxada em termos de compromissos com comerciais, gravações de programas e shows. Na sexta-feira (13), ele estava gravando um comercial e se sentiu mal. Foi ao médico e viram que ele estava com pressão alta. Após fazer todos os exames, ele foi liberado no mesmo dia pelos médicos”, disse a assessoria. Entretanto, o cantor já se recuperou e, no domingo, 15, viajou para Ribeira do Pombal, na Bahia, onde realizou um show com seu irmão Luciano.

domingo, 15 de outubro de 2017

Mulher morre depois de cair de penhasco em Taquaritinga do Norte


Do Blog de NEY LIMA (Atualização de Matéria)


Competente trabalho da equipe do Blog do Ney.


Thonny Hill


Corpo foi encontrado em área de difícil acesso

Na manhã deste domingo (15) uma mulher morreu depois de cair de um penhasco na conhecida Rampa do Pepê, ponto turístico de Taquaritinga.

De acordo com as primeiras informações, ela estava no local quando, em circunstâncias ainda desconhecidas, ela teria caído de uma grande altura.

Uma equipe do Samu chegou a ser acionada para prestar os primeiros socorros, mas ao chegar ao local, que é de difícil acesso, ela já estava morta.

Nossa equipe de reportagem acompanha os trabalhos de perícia realizados pela Polícia Civil.












Fotos: Fernando Lagosta

Matéria atualizada as 14h

Há poucos instantes foi identificada a mulher que morreu na área da conhecida Rampa do Pepê. A mulher foi identificada até o momento como Valda Silva (34 anos) e residia no Loteamento São José, em Santa Cruz do Capibaribe.







O resgate do corpo, feito com bombeiros, equipe do Samu e populares demorou mais de uma hora e neste momento, familiares da vitima seguem para a delegacia em Santa Cruz, onde serão realizados os procedimentos cabíveis.

O corpo já foi retirado do local e novas imagens mostram parte do trabalho das equipes de resgate e toda a movimentação. Nossa equipe continua acompanhando o caso.







Atualização as 15h40

Novas informações começam a ser reveladas quanto a morte de Valda Silva.

De acordo.com informações repassadas pela Polícia Civil, testemunhas que estavam com a mulher relataram que ela, acompanhada de mais cinco pessoas, estavam em uma festa na noite anterior e teriam se dirigido a rampa para ver o nascer do sol.

Ao chegarem ao local, havia neblina e, segundo conversas feitas via redes sociais de um dos que estavam com ela, Valda estaria alcoolizada quando teria corrido em direção a rampa, de onde teria despencado.

A Polícia Civil não destaca nenhuma possibilidade, mas até o momento, essa é a principal linha de investigação do caso.

Brincadeira de Justiça o STJ se ocupar em decidir quem vai ficar com uma CADELA só no BRASILLLLLLL


Falso “filho de Sarney” aplica golpes na praça

Postado por Magno Martins
Ricardo Boechat - ISTOÉ

Um malandro tem se passado por “filho de José Sarney” para aplicar pequenos golpes na praça. Da última vítima, um empresário do setor médico, tirou R$ 5 mil, destinados a bancar um inexistente “ônibus cultural” apadrinhado pelo ex-presidente.

É preciso boa dose de ingenuidade da vítima. Afinal, só quem não sabe nada sobre o poderoso clã político do Maranhão o acreditaria capaz de golpe tão modesto.

Enquanto isso, um processo inusitado acaba de dar entrada no STJ. Os ministros da 4ª Turma terão que decidir sobre a ação ajuizada por Vinicius Mendroni Aggio contra Luciana Michele Borba. Se o romantismo que um dia os uniu já não existe, o mesmo não se pode dizer sobre a cachorra que compraram quando casados. Alegando amor a cadela, ele busca direito a convívio regular com a pet. A questão central na Corte é se a relação afetiva entre pessoas e animais de estimação permite a aplicação analógica do instituto da guarda de menores.